Conciliação bancária: como fazer?

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Quando se trata de gestão financeira, a conciliação bancária é uma das principais práticas que integram todo o processo. Muitos empresários, entretanto, ainda não dão a devida atenção à sua importância.

Pensando nisso, neste artigo respondemos as principais dúvidas sobre o assunto e explicamos o porquê da conciliação ser tão relevante para a gestão. Acompanhe!

 

O que é conciliação bancária?

 

Resumidamente, a conciliação bancária visa a conferência dos dados do controle financeiro interno da empresa e das transações bancárias com o objetivo de comparar e conciliar as informações.

Dessa forma, dá para garantir que todos os registros estão sendo feitos de forma correta e que o saldo bancário está idêntico ao do controle interno da companhia.

Além disso, a conciliação é fundamental para evitar prejuízos, já que muitas empresas aceitam diferentes meios de pagamento, como cartões de crédito, cartões de débito e boletos bancários; ela também ajuda a evitar inadimplência, pois muitos negócios também utilizam a função de débito em conta para pagamentos mensais.

Ou seja, essa tarefa:

  • auxilia na confirmação de pagamentos realizados pela própria empresa a terceiros;
  • confirma recebimentos do dinheiro de cartões e boletos bancários;
  • ajuda a evitar fraudes (como depósitos com valores inferiores ao esperado);
  • auxilia na gestão financeira e estratégica ao verificar diferenças que poderiam acabar induzindo gestores a erros;
  • melhora a comunicação com contadores e garante o repasse de dados fidedignos à contabilidade.

 

Como fazer conciliação bancária?

 

Antes de mais nada, é preciso entender que é preciso se planejar para executar a conciliação no dia a dia.

Isso porque o controle rigoroso das finanças exige que a conciliação bancária seja feita diariamente, especialmente se há muitas movimentações financeiras. Entretanto, ela também pode ser realizada toda semana ou todo mês.

Agora, veja como realizar essa tarefa:

  1. Separe as contas bancárias: a conciliação deve ser feita para cada conta da empresa;
  2. Verifique os saldos: é preciso acertar os saldos do banco e o saldo do controle financeiro interno, de modo que os valores estejam em conformidade;
  3. Verifique os históricos: lembrar de cada ocorrência não é tarefa fácil, por isso além de verificar os saldos é necessário verificar sempre se as datas das movimentações bancárias correspondem com as datas marcadas pelo controle interno — isso ajuda na identificação dessas movimentações;
  4. Corrija divergências: se encontrou divergências entre o controle financeiro interno e a(s) conta(s) bancária(s), as corrija de imediato. Organize e armazene recibos, notas fiscais, extratos e demais documentos fiscais ou contábeis a fim de consultá-los sempre que for necessário;
  5. Faça registros periódicos: por fim, como já mencionado, é importante registrar entradas e saídas diariamente ou sempre que houver movimentações financeiras a fim de identificar possíveis erros e corrigi-los a tempo.

 

Como um sistema ERP pode ser útil?

 

Já falamos que o software de gestão empresarial do GestãoClick otimiza e automatiza esse tipo de tarefa?

Ainda não?

Pois saiba que com o nosso sistema de gestão todo o processo pode ser simplificado, já que ele reduz significativamente o processo de digitação das movimentações financeiras.

Ah, e para facilitar ainda mais, somos integrados com vários bancos!

De modo geral, com poucos cliques você exporta o seu extrato por meio do Internet Banking e o importa diretamente no programa. Assim o fluxo de caixa da sua empresa fica sempre atualizado e a sua equipe economiza tempo ao confirmar pagamentos e recebimentos com apenas alguns cliques.

Ou seja, o programa oferece uma interface intuitiva de conciliação bancária, permite a importação de extrato bancário no formato OFX e a posterior visualização dos dados importados na seção “Fluxo de Caixa”, na qual aparece no próprio sistema ERP os recebimentos e pagamentos que constam no extrato do banco.

Acredite: é tudo muito fácil!

E então, percebeu a importância da conciliação bancária para a sua empresa e o porquê você deve fazê-la? A gestão financeira abrange muitos elementos dentro de um mesmo processo, e cada um deles é imprescindível para o controle do dinheiro que entra e sai do caixa.

E você, já sabia que com o uso das ferramentas certas é possível auxiliar seus clientes com essa e com outras questões importantes para o negócio? Veja como funciona o GestãoClick para contadores agora mesmo!

Comentários